The mask is a symbol for deception and concealment. We all wear the mask. A mask that limits us to conforming to the norms and expectations of society. By depicting only a mask with human features and a hand holding it, while flowers are coming out of the right eye, I convey the message that we hide our true desires and passions in order to fit in some arbitrary standard of race, beauty or success. The red flowers represents the passion and lust, the orange flowers represents the joy and happiness, while the white flowers represents purity and innocence, all of which are concealed in order to "fit in". The pencil shades add emphasis to the anguish portrayed by the facial expression. In this piece I challenge the viewer to remove this mask and follow an honest life.

A máscara é um símbolo de inautenticidade e dissimulação. Todos nós usamos a máscara. Uma máscara que nos limita a conformar-se às normas e expectativas da sociedade. Ao descrever apenas uma máscara com características humanas e uma mão segurando-a, enquanto flores estão saindo do olho direito, transmito a mensagem: escondemos nossas verdadeiras paixões e desejos para se conformar em algum padrão arbitrário de raça, beleza ou sucesso. As flores vermelhas representam a paixão e a luxúria, as flores alaranjadas representam a alegria e a felicidade, enquanto as flores brancas representam pureza e inocência, todas escondidas para se "encaixarmos" às normas. Os tons de lápis dão ênfase à angústia retratada pela expressão facial. Nesta peça eu desafio o espectador para remover esta máscara e seguir uma vida honesta.

A Mascara - The Mask
Tinta acrílica, spray, lapís e flores sobre canvas
Acrylic, spray, pencil and flowers on canvas
1m x 60cm
2016